vegetariana
Ser Vegetariano

Eu, vegetariana? Sério?

Um relato sincero de alguém que não quer te convencer a mudar de alimentação, mas sim pensar no que você pode melhorar no seu estilo de vida.

Eu sempre usei a comida para compensar ou não problemas e ansiedades. Nas situações ruins, quando eu me magoava ou me culpava, já me jogava em um pote enorme de sorvete logo após um enorme hambúrguer e essa era minha alimentação diária até a tristeza passar.

Ou fazia o extremo: NÃO COMIA NADA. E assim eu fui caminhando, caminhando e cheguei até esse momento da minha vida.

Você já parou para pensar naquilo que você inclui na sua vida e como você convive com sua rotina alimentícia?

Quando tomei a decisão de ser vegetariana?

A cerca de seis meses eu pensei nisso e cheguei a seguinte conclusão: já que eu estava mudando e ajeitando boa parte da minha vida, por que não observar minha alimentação? Foi o que fiz.

Tirei a carne vermelha, que sempre me fez mal (Sabe aquela sensação de “conversar” com a comida? A carne sempre me fazia passar por isso, tanto me convencer a ser sua amiga, era um longo e doido papo, porém não rolou.) passou a ser extinta da minha alimentação, assim como o frango e o peixe, enfim, carnes derivadas de qualquer animal, só deixei ovos e queijos.

Jurava que a decisão de me tornar vegetariana seria a coisa mais difícil da minha vida e que, junto com ela eu ficaria doente e que todos os médicos do mundo exigiriam que eu coloca a tal carne de volta na minha vida.

PURO DRAMA E EXAGERO! Primeiro medico que eu fui, um endocrinologista dos bons, me disse que foi a melhor decisão que eu podia tomar pra mim. E quer saber? Foi mesmo!Não sinto a menor falta de nada. Continuo comendo hambúrguer com um plus a mais, as versões vegetarianas são ainda mais gostosas.

A pizza, talvez um dos meus maiores vícios, continua no meu cardápio mas nele eu inclui quinua, semente de girassol e verduras bem refogadinhas.

Aprendi a fazer várias versões de shimeji, descobri o poder do açafrão e do biscoito de arroz. Fora que, alimentos orgânicos e adquiridos em consumidores locais, ou até mesmo na feira de domingo, são ainda mais saborosos e ricos em nutrientes. Ah! E a soja agora é minha BFF! Ganhei leveza e qualidade de vida.

ser_vegetariano

Na nossa categoria de VEGETARIANO vou compartilhar com você as delicias e dificuldades desse novo hábito, onde encontrar pratos bem gostosos e receitinhas que vou testando por aqui.

Ou seja, nova rotina leve e inspirada para levar uma vida ainda mais interessante e saudável. E se quiser provar meu Strogonoff de carne de soja me manda um alô nos comentários abaixo ou um e-mail! 🙂

 

 

Leia Também

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *